Conheça o que é Educação 4.0
Pedagogia

Educação 4.0 é uma nova forma de pensar o aprendizado diante às vultuosas mudanças tecnológicas da contemporaneidade.

Um dos maiores desafios do gestor de escola moderno é tornar o ensino de sua instituição relevante face um mercado de trabalho em plena transformação. Pois uma coisa pode-se afirmar tranquilamente: O mundo está mudando, e muito.

Foto: Katja Anokhina - BY CC 4.0

A revolução tecnológica vem transformando meios de comunicação, produção e de consumo de forma significativa.

Mais do que nunca é preciso reavaliar se a educação que está sendo ofertada, desde a educação infantil, nível universitário e pós-graduação está atendendo nossas atuais necessidades.

Se ela permite transformar jovens de hoje em cidadãos atuantes, produtivos e críticos; com capacidade de observar e analisar o mundo que vivem.

Diante disso, a educação 4.0 propõe uma nova maneira de enxergarmos a experiência educacional.

Considerando também, o impacto tecnológico nas relações humanas para o desenvolvimento de perfis mais criativos e flexíveis em cada estudante.

Educação 4.0: como chegamos até aqui?

Foto: Ted Eytan - BY CC 2.0

Antes de falarmos diretamente sobre educação 4.0, temos que traçar a cronologia que nos levou até ela.

Nos últimos 250 anos o mundo passou por quatro revoluções industriais e que mudaram totalmente a indústria. Consequentemente, também influenciaram na educação.

No século XVIII, em 1784, James Watts inventou a máquina a vapor, levando famílias a se mudarem do campo para cidade. A educação era muito parecida com a que se praticava nos séculos passados, ou seja:

... Alunos dentro de salas de aula, entre livros e cadernos, e professores centralizando a atenção desses estudantes.

Nessa época as pessoas aprendiam basicamente como aprendizes de alguma profissão. Educação era algo destinado apenas aos mais ricos.

Em 1900 a linha de produção Fordista toma conta da prática industrial, com trabalhadores assumindo papéis específicos dentro das fábricas.

Nesta segunda revolução, a indústria começou a demandar trabalhadores mais especializados (esse sistema ainda é encontrado na educação até hoje).

Na escola, começaram a surgir laboratórios, especialmente nas universidades, mas o ensino tradicional pouco mudou.

A terceira revolução industrial foi marcada pela informatização, o que tornou linhas de produção mais flexíveis.

A partir do ano 2000 a internet impulsionou a quarta revolução industrial.

A conectividade entre sistemas tornou o trabalho remoto uma realidade que levou à expansão dos negócios de alcance global.

Com a chegada dos computadores, o ethos atrás do sistema educacional não mudou tanto. Apenas tiramos proveito da informática para melhorar o ensino.

De certa forma, ainda educadores e estudantes eram tratados como parte de uma linha de produção.

Mas, na 4ª revolução industrial, este paradigma tem que ser mudado completamente.

O que é Educação 4.0?

Foto: Stewart Lamb - CC BY 4.0

A Educação 4.0 existe para adaptar o modelo educacional às mudanças do mercado e da vida atual.

Em um mundo onde a tecnologia muda rapidamente e onde existe excesso de informação, alunos precisam ser treinados para aprender, e não apenas ensinados.

É preciso tornar o conhecimento acessível e os estudantes precisam aprender como encontrá-lo, e não apenas receberem passivamente em uma estrutura rígida de ensino.

É preciso entender que alunos:

  • São diferentes entre si;
  • Não começam do mesmo ponto;
  • Podem aprender e absorver áreas com focos diferentes;
  • Precisam ser guiados a desenvolver suas habilidades, e não apenas receber conjuntos de dados pré-definidos.

Em suma, a Educação 4.0 se alinha com a quarta revolução industrial, onde a tecnologia será fundamental, e onde criatividade e colaboração fazem parte inerente de processos.

Mais do que o simples uso de ferramentas tecnológicas, é necessário utilizá-las para promover, facilitar e pavimentar o processo de aprendizagem;

Devemos tornar o estudante o autor do seu conhecimento, valorizando tudo que a troca de experiências pode trazer, focando na descoberta, investigação, se valendo do uso de aplicativos e de tecnologia.

O mobiliário escolar na metodologia de ensino 4.0 tem que ser flexível, adaptável, e que consiga acompanhar diversos ambientes de aprendizado que serão propostos.

Novas metodologias

As metodologias ativas são parte importante da educação 4.0. Centradas na maior participação dos estudantes na construção da aprendizagem de forma interligada e flexível.

Os objetivos dessa mudança de paradigma podem ser descritos como:

  • Desenvolver pensamento crítico;
  • Maior possibilidade de desenvolver autonomia;
  • Proporcionar interação e conexão entre os estudantes;
  • Estimular criatividade;
  • Melhor aproveitamento do tempo de aula;
  • Envolver e engajar alunos, tornando-os membros participativos da aula.

Entre outros.

Os conteúdos e objetivos envolvidos no contexto da prática 4.0 proporcionarão aos estudantes uma maior possibilidade de ocupar vagas mais exigentes do mercado de trabalho.

O desenvolvimento de habilidades para a quarta revolução industrial é extremamente necessário pois muitos empregos tendem a desaparecer, e outros surgirão.

Profissões ligadas a inteligência artificial, internet das coisas e ligadas à tecnologia, que dinamizam processos industriais, estarão em alta.

Para ocupar estas funções, compreender linguagens de programação, estar em constante aprendizado, exercer o trabalho colaborativo e outras competências serão atributos muito necessários.

Aprender fazendo

Um dos principais eixos da Educação 4.0 é o “Learning by Doing” ou “aprender fazendo”, geralmente realizado através de experiências e projetos.

A tendência da quarta revolução industrial é a substituição do trabalho humano, em um futuro próximo, pela inteligência artificial.

Logo, é preciso preparar estudantes para desenvolver habilidades que serão úteis neste novo panorama, focando no empreendedorismo e na compreensão do mundo digital.

Além disso, outros elementos que são estimulados pela metodologia 4.0 são:

  • O trabalho em grupo e a capacidade de lidar com indivíduos de forma colaborativa;
  • Desenvolver diversas competências socioemocionais, sempre com inovação e criatividade;
  • Interdisciplinaridade, ou seja, o conhecimento e utilização do conhecimento integrado de várias disciplinas, visando a solução de problemas de um objetivo comum;
  • Desenvolvimento da empatia.

Para implementarmos a ideia que propõe a Escola 4.0, tudo precisa estar funcionando harmonicamente, desde o projeto pedagógico, a forma de utilização do tempo de aula até a escolha do mobiliário escolar.

Diante do que aqui expomos, salientamos que a Educação 4.0 propõe que não é necessário apenas acumular conhecimento, mas também é muitíssimo importante saber onde encontrar a informação e desenvolvê-la. Utilizando para a isso a multidisciplinaridade e a colaboração.

O contato do gestor escolar com esta nova proposta só agrega valor à instituição de ensino, além de garantir que os estudantes estejam mais bem preparados para um futuro desafiador.

Conheça nossos produtos

Carteira Flex Pro
Carteira Flex
Carteira Duo

Inscreva-se e receba conteúdo relevante sobre educação
e novos produtos da Habto.